...por outro lado ando Pessimista!

No seguimento do artigo de ontem poderá parecer que sou um pouco esquizofrénico. Embora admita que sou um pouco, o meu pessimismo aparece quando olho para Portugal nesta conjuntura de crise.
Portugal é ainda um país pobre, com uma cultura pouco desenvolvida, com mão de obra pouco qualificada, com um Estado ineficiente e empresários também igualmente ineficientes. Com um retrato como este é dificil não ficar pessimista.
A crise dos camionistas apenas serviu para ver que Portugal, como um todo, não está preparado para tempos difíceis e o pânico instalou-se rápido demais. Ainda temos um pensamento estratégico de curto prazo (quando o temos) e nesse contexto é difícil ultrapassar uma crise. E o mais provável é que Portugal acabe por perder esta oportunidade que a crise trará para se desenvolver e continuaremos a ser um país mediocre.
É que Portugal é um dos países que mais terá a ganhar com a mudança energética pois poderá, depois de um século de dependência energética, trazer uma menor dependência.
No entanto julgo que este meu pessimismo (que por vezes parece crónico) é ultrapassado em larga medida pelo meu optimismo. O meu pessimismo serve apenas para tornar visível as dificuldades inerentes à nossa realidade, em nada afecta a minha esperança de que poderemos mudar o curso dos acontecimentos.
Não só podemos como temos as capacidades para tal!!!

2 comentários:

Anônimo disse...

ainda bem que pensa assim... Alvaro T.

Stran_ger disse...

Obrigado.

E muito obrigado por ter voltado.

Sou um optimista invetereado (é um "defeito de fabrico"...)