O rosto de uma mulher

Olho para ti e vejo uma história interminável de opressão. Uma opressão que ainda persiste hoje mas que espero que termine antes de morrer...

2 comentários:

Carlos Santos disse...

Caro amigo,

Segui atentamente os comentários que trocaste no insurgente a propósito da Fernanda Cância. Fiz dois posts a respeito no blogue:
http://tinyurl.com/ddrpkb

Abraço,
Carlos Santos
(http://ovalordasideias.blogspot.com)

Stran disse...

Obrigado pelas palavras, pela visita e pela atenção. Vou já ler!

Abraços,

Stran