Viva todos os dias depois do 25 de Abril de 1974

É algo que este país pode ter orgulho, foi sem duvida uma revolução original de cravos que apaixonou não só Portugal como também os países estrangeiros. Eu sei que tenho a tendência para maioritariamente falar mal de algo, mas agora que as festividades já passaram é altura de celebrar todos os dias que se lhe seguiram e que ainda continuam para executar todos os ideais saidos dessa singela revolução.

Ainda existe muito para melhorar, muito por que combater "ordeiramente", mas também muito a preservar. Sou da geração do 25 de Abril "falado", isto é, não o presenciei, mas sei que o legado que me deixou não deve de ser ignorado e que não é uma certeza, mas sim uma incerteza que tentamos manter certa.

A democracia, embora alicerçado por milhões de portugueses, ainda não é um facto mas uma realidade que precisa em qualquer momento de cuidados. Cuidados com o ensino da tolerância, com a preservação dos nosso direitos e com o que conquistamos.

Foi tudo concretizado? Não e nunca será, a perfeição não se atinge é uma constante caminhada que teremos de efectuar, mas que em qualquer dos passos vale todo o sacrifício que empenhamos na mesma...

Viva o 25 de Abril, o 1º de Maio, todos os dias entre e todos os dias que se lhe sucederam!

3 comentários:

Francisco disse...

Caro tuga. Voce devia fazer um artigo sobre a velhota que vai a julgamento por ter roubado, imagine-se, um frasco de creme, com o valor fantastico de 3,99€. E mais, como nao compareceu, o julgamento vai ser repetido, e se nao comparecer sera emitido um mandato de captura. Isto pra nao falar do caso, mandado a julgamento pela Relação do Porto, do roubo de uma embalagem de queijo fatiado, no valor ainda mais incrivel de 1,29€... porque, segundo os doutos juizes, Portugal (ou a tugolandia), é um pais rural!!!!!!! Agora diga la que a nossa justica nao é a mais fantastica do planeta e arredores.
Bom fim de semana, e veja la se nao é processado porque, enfim, porque sim!

Stran_ger disse...

Sem dúvida material aqui para o "Tuga". Vou ter de saber mais. A publicação fica para breve.

Obrigado pela visita e espero que volte

Memorias de um PIDE disse...

Amigo e Cmarada

Emborasejas pós 25 de Abril digo -te alguns ditados e refrões da época:
- Tudo a Bem da Nação (assim terminavam as cartas e requerimentos)

- Somos analfabetos mas felizes (Cardeal Cerejeira)

- O espírito Lusitano é puro como o ariano (Luis Ferandes comandante de Falange da Mocidade Portuguêsa)

- Portugal e a Portugalidade são o exemplo de uma civilização mais idónea que a "Maia" (Prof Hermano Saraiva)

- Escravos para o Brasil - Não - Nós somos os portadores do catolicismo para os países pagãos (Conde de Ferreira 1857)

- Angola é nossa gritarei é pão da nossa Grei, sem hesitar em combater é pelejar até morrer (hino dos comandos 1970 mposto pela 6ºsecção do Estado Maior das Forças Armadas conhecido por "acção psicológica")

- A Dinastia dos Ilustres Portugueses está viva e activa - Causa Monárquica congresso 1998 -

- Vivemos num Estado fascista em que o Corporativismo Fascista imposto por Mussolini e um nacionalismo sugerido por Adolfo Hitler (conhecido pedófilo dos anos trinta/quarenta) tem em Portugal o exemplo de museu que em nenhum outro país existe (cit. minha)

- Se a Máfia Russa e Italiana, a "COSA NOSTRA" e as YAKUSAS, pagarem imposto, legalizam -se (argumento do próxima proposta do OGE)
-