Portugal, que futuro?

Julgo que estamos a caminhar para um periodo dificil, tanto a nível nacional como internacional. E uma vez mais estamos perante o velho paradigma esquerda ou direita. Com as condições de vida a piorar começamos a assistir a pequenos debates que até aqui não fariam sentido. E modelos até agora inquestionáveis são postos em causa. A intervenção estatal e uma maior regulamentação de mercados começa a ser pedido por sectores liberais. Uma limitação de tecto máximo salarial começa a ser questionado até à direita em alguns países.
Neste momento que todo o mundo começa a virar um pouco mais à esquerda e a abandonar dogmas liberais em Portugal começa-se a assistir à emergência de politicas mais liberais. Ou seja mais uma vez a onda liberal que varreu o mundo chega atrasada a Portugal e quando se verifica actualmente as consequências dos erros cometidos, em Portugal começam a querer cometer os mesmos erros.
Ou seja, a duvida que se coloca é: estaremos condenados a viver sempre atrasados relativamente ao resto do mundo desenvolvido ou teremos nós coragem de começar a tomar medidas realmente inovadoras?

2 comentários:

Luis disse...

Pois... Esse é mesmo o grande problema deste país: não inovar. E depois a crise aperta cada vez mais...

Luis disse...

Estou em falardemais.blogspot.com
visite...